POLÍTICA

Witzel enfrenta vaias e gritos de traidor em evento no Rio

Ao subir as escadas, Witzel foi abordado por manifestantes que gritaram “coisa feia” e “traidor”

31/10/2019 09h10Atualizado há 3 semanas
Por: Eduardo Magalhães
Fonte: Renova Mídia

Wilson Witzel, governador do Rio de Janeiro, foi recebido, na tarde desta quarta-feira (30), com vaias e gritos em uma agenda no município de Itaperuna.

Ao subir as escadas, Witzel foi abordado por manifestantes que gritaram “coisa feia” e “traidor”, como pode ser visto em um dos vídeos circulando nas redes sociais.

A reação popular acontece após o presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmar ter sido avisado no dia 9 pelo governador de que a investigação sobre a morte da vereadora Marielle Franco (PSOL) estaria no Supremo Tribunal Federal (STF) e o envolveria. 

“No meu entendimento, o senhor Witzel estava conduzindo o processo com o delegado da Polícia Civil pra tentar me incriminar ou pelo menos manchar o meu nome com essa falsa acusação, que eu poderia estar envolvido na morte da senhora Marielle”, disse Bolsonaro.

Aliados de Wilson Witzel, disseram a Bela Megale repórter da Época e o Globo, que o governador do Rio de Janeiro vem repetindo há cerca de um mês que Jair Bolsonaro está fora do páreo em 2022. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Últimas notícias
Mais lidas