ECONOMIA

Risco do Brasil cai de 533 para 117 pontos, uma queda de 43%, Inflação baixa e taxa de juros caindo

Estamos num cenário otimista na Economia

31/10/2019 07h16Atualizado há 3 semanas
Por: Eduardo Magalhães

Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central reduziu pela terceira vez consecutiva a Selic, taxa básica de juros da economia brasileira. O corte anunciado nesta quarta-feira, 30, foi de 0,5 ponto percentual. Com isso, a Selic alcança o patamar de 5% ao ano, nova mínima histórica para a taxa.

A Selic é usada como referência para todas as outras taxas de juros do mercado e serve como instrumento de política monetária para controlar a inflação e estimular o consumo. Com a Selic alta, os juros tendem a ficar mais caros e desestimular o consumo. Já com a taxa baixa, o crédito pode ficar mais barato, estimulando compras e, assim, aquecendo a economia.

Crédito mais barato

A redução da taxa Selic estimula a economia porque juros menores barateiam o crédito e incentivam a produção e o consumo em um cenário de baixa atividade econômica. No último Relatório de Inflação, o BC projetava expansão da economia de 0,9% para este ano e de 1,8% em 2020.

Risco-país do Brasil atinge menor patamar em mais de 6 anos

Uma medida do risco-Brasil se mantinha nesta terça-feira (29) no menor patamar em mais de seis anos, já atingido na véspera, quando engatou oito quedas consecutivas, em meio ao clima positivo nos mercados internacionais e ao ambiente de otimismo.

O CDS (Credit Default Swap) de cinco anos — derivativo que mede o custo de proteção contra um calote da dívida soberana brasileira — se estabilizava em 117,15 pontos-base nesta terça, depois de fechar nesse patamar na segunda — o menor nível para um encerramento desde 10 de maio de 2013 (111,179 pontos-base).

O principal indicador da bolsa brasileira, o Ibovespa, voltou a bater sua marca histórica na segunda-feira, 28, atingindo 108.187 pontos, com uma alta de 0,77%. Com o mercado global agitado, o índice acionário ganhou espaço frente às principais notícias econômicas e políticas. Desde que o Prseidente Jair Messias Bolsonaro assumiu, a Ibovespa bate muitos recordes de pontos.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta quarta-feira, 9, que o resultado do Índice de Preços ao Consumidor (IPCA) de setembro, com deflação de 0,04% e inflação baixa no acumulado mostram que o país pode reduzir a taxa de juros.

“(Dado da inflação) mostra que está tudo sob controle, isso é bom. Inflação baixa quer dizer que o Brasil tem condições de baixar juros”, disse o ministro a jornalistas, depois de visita institucional ao jornal Folha de S.Paulo na capital paulista.

“O que está acontecendo é que a economia está começando a crescer e com a inflação baixa”, acrescentou.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
São Luís - MA
Atualizado às 12h28
30°
Muitas nuvens Máxima: 32° - Mínima: 24°
34°

Sensação

22 km/h

Vento

66%

Umidade

Fonte: Climatempo
Últimas notícias
Mais lidas