WATSSAP

Bolsonaro não pode ser cassado por disparos no WhatsApp "Caixa 2", diz MPE

Os disparos em massa no WhatsApp, é improcedente, segundo o Ministério Público Eleitoral.

12/10/2019 07h38
Por: Eduardo Magalhães
Fonte: O Antagonista

O pedido do PT para cassar o mandato de Jair Bolsonaro, baseado na reportagem furada da Folha de S. Paulo sobre os disparos em massa no WhatsApp, é improcedente, segundo o Ministério Público Eleitoral.

Em parecer, o vice-procurador-geral eleitoral, Humberto Jacques de Medeiros disse que a denúncia “é formada basicamente por matérias jornalísticas, que veiculam pretensas irregularidades e suas repercussões”. Ele disse também que, “pelo conjunto probatório produzido nos autos, entendem-se não comprovadas as ilicitudes”.

O caso, agora, tem de ser julgado pelo TSE, mas é claro que não vai dar em nada.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários