ATAQUES

Colégio em BH cancela prova que tinha ataque a Bolsonaro

Parte do exame foi retirado de um texto do humorista Gregório Duvivier

10/10/2019 15h49
Por: Eduardo Magalhães
Fonte: Pleno News

Um texto contido em um prova de português causou polêmica em um colégio católico de Belo Horizonte, Minas Gerais. A situação, que criou um mal-estar entre pais e alunos, foi o uso de um artigo, escrito pelo humorista Gregório Duvivier, que atacava o presidente Jair Bolsonaro. A avaliação foi cancelada por conta do caso.

O exame em questão foi aplicado na última segunda-feira (7), no Colégio Loyola, que é considerado um dos 10 mais caros da capital mineira, quando alunos do 2º ano do ensino médio fizeram a 1ª Avaliação Globalizante de Língua Portuguesa, da 3ª Etapa Letiva de 2019.

Logo nas primeiras questões, aparece o artigo Único jeito de não ficar triste, é ficar p***, que foi publicado no dia 28 de agosto, no site do jornal Folha de São Paulo. Em alguns trechos é possível perceber ataques claros ao presidente Bolsonaro.

– Esse governo é um gatilho poderoso pra depressão. As queimadas, o apocalipse iminente, a recessão inevitável, o desemprego crescente, a vergonha mundial. O presidente parece eleito pela indústria farmacêutica pra vender antidepressivo – diz parte do texto.

Após a aplicação da prova, pais de alunos foram até a direção da instituição e reclamaram do conteúdo. As reclamações motivaram o cancelamento do teste após a notícia viralizar nas redes sociais.

Em nota, o Colégio Loyola afirmou que está levantando informações sobre o contexto da aplicação da atividade para tomar as providências cabíveis. A instituição afirmou ainda que orientará alunos e famílias sobre os procedimentos que serão adotados para que não aconteça qualquer prejuízo acadêmico. Por fim, a escola reafirmou que tem posicionamento apartidário na condução do processo educativo.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários